Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Às Cavalitas do Vento

04.12.18

Qual é o vosso propósito nas redes sociais? Da construção de uma comunidade ao poder diferenciador da vossa voz digital

Cinco dias sem publicar uma fotografia no meu feed de Instagram. A tragédia, a catástrofe, o clímax. “Ui, como assim, Joana? Que cisão vem a ser esta? Onde pairou a tua voz digital durante esta ausência-relâmpago?” Bem, esteve a ser utilizada offline (em verdade, amor e luz), sem “ativismismo de sofá” (como reiterou a minha parceira Vânia Duarte) e com um propósito maior: a concretização da segunda edição do Blogging For a Cause
22.10.18

Páginas Salteadas | Tagliatelle Ferrante al dente, uma viagem napolitana

 É através de um prólogo cru, despido de assombro, desassossego e agitação – pelo menos por parte de Lénu, que rapidamente percebemos que, para além de envergar o papel de narradora, é uma das personagens centrais da história – que começa a desenrolar-se o novelo do primeiro volume da tetralogia napolitana de Elena Ferrante (seguem-se História do Novo Nome, História de Quem Vai e de Quem Fica e História da Menina Perdida, todos editados pela Relógio d’Água). A (...)
19.09.18

Pele sensível? A nova máscara de leite de amêndoas e aveia da The Body Shop acalma-a

"Para os teus beijos, sensual, flori! E amendoeira em flor, só ofereço os ramos, Só me exalto e sou linda para ti!"Florbela Espanca, em "A Mensageira das Violetas"Nutrir a pele não é uma tarefa para anotar na agenda ou que exija que ajustem todos os vossos planos, para conseguirem usufruir de um momento de beleza harmonioso e relaxante. À semelhança das pausas que fazem - ou que deveriam fazer - ao longo de um intenso dia de trabalho, sobretudo se regressaram, recentemente, ao (...)
16.09.18

Páginas Salteadas | Bolo de laranja e alfarroba al Tetuão

 "De certa maneira, fazia-me recordar eu própria nos primeiros anos no ateliê da rua Zurbano, quando a minha obrigação era simplesmente correr de um lado para o outro fazendo recados e entregando encomendas, transpirando pelas ruas, ágil e despreocupada como um jovem gato vadio, distraindo-me com qualquer pequeno entretenimento que me permitesse roubar uns minutos à hora de regresso e demorar o mais possível o encerramento entre quatro paredes. A nostalgia ameaçou dar-me uma (...)
20.08.18

Páginas Salteadas | Muffins cativantes de morango, banana e amizade

Há precisamente um ano a nossa imaginação extrapolou os livros de culinária e viajou pelos capítulos da ficção, do empreendorismo, do lifestyle, do amor-próprio e das autobiografias. Desde julho de 2017 que eu, a Vânia Duarte, a Catarina Sousa e a Andreia Moita trazemos inebriantes receitas, todas as segundas-feiras, para os nossos blogues; e, em jeito de celebração do primeiro aniversário do projeto Páginas Salteadas, decidimos organizar um lanche solidário de angariação (...)
18.06.18

páginas salteadas | o pão que a Amazona amassou

  Quando tiverem vontade de soltar o Grito do Ipiranga e sacudir as energias sem samba no pé, experimentem deitar as mãos na massa e recriar o pão que a Amazona amassou, que é como quem diz confecionar a receita de pão de açaí do Páginas Salteadas de junho, inspirada no livro da coleção Uma Aventura: Na Amazónia. Quero ouvir dizer "ai caraca"! E se sentem que precisam de amansar a fera que ruge dentro da vossa alma e que tanto anseia desbravar a selva urbana, refresquem-se com u (...)
05.06.18

The Body Shop | Celebrar o Dia Mundial do Ambiente com o lançamento dos novos Body Yogurts 100% vegan

 Quando foi a última vez que acordaram, se soltaram do peso dos lençóis e aproveitaram os primeiros dez minutos da vossa manhã para estarem sozinhos convosco, totalmente concentrados na vossa respiração e recetivos à energia positiva que o mundo tem para vos oferecer? Enamorem-se pela luz natural do sol, que entra mansamente pela janela, e deixem que ela ilumine o vosso dia, o vosso Ninho (do Vento, o meu). Afastem as cortinas, subam as persianas e sintam o calor do samba no pé. (...)
22.05.18

Páginas Salteadas | Scones de laranja com sardas de cacau e a frágil doçura do primeiro amor

 "- Só queria dizer que... Eu também quero ser a última pessoa a beijar-te... Isto soa mal, tipo ameaça de morte ou sei lá. O que estou a tentar dizer é que tu és a tal. Eu fico-me por aqui." Misfits. Para além de ser o nome de uma das minhas bandas de horror punk de eleição, é também a definição que melhor descreve a minha profunda, e algo nostálgica, inadaptação juvenil. Nunca vesti a pele de cool kid, não fui a rapariga popular por quem todos os rapazes da escola (...)