Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Às Cavalitas do Vento

Ter | 22.05.18

Páginas Salteadas | Scones de laranja com sardas de cacau e a frágil doçura do primeiro amor

paginas_salteadas_maio_eleanor_park_rainbow_rowell

 "- Só queria dizer que... Eu também quero ser a última pessoa a beijar-te... Isto soa mal, tipo ameaça de morte ou sei lá. O que estou a tentar dizer é que tu és a tal. Eu fico-me por aqui."

 

Misfits. Para além de ser o nome de uma das minhas bandas de horror punk de eleição, é também a definição que melhor descreve a minha profunda, e algo nostálgica, inadaptação juvenil. Nunca vesti a pele de cool kid, não fui a rapariga popular por quem todos os rapazes da escola suspiravam, não me revia nos relatos excêntricos das leitoras da Bravo e da Super Pop; na verdade, sempre preferi o silêncio e o resgardo à exposição de uma análise detalhada da minha fisionimia e da minha estranheza pelos olhares dos outros, que é tantas vezes dilacerente, como uma ferida a céu aberto. Sofregamente me entreguei aos meus desgostos amorosos e sufoquei-os, mais tarde, em páginas de diários que acabaram por ficar esquecidos nas esquinas do tempo. Procurei amizades e paixões que também escolhessem percorrer o trilho da disfuncionalidade, da fuga à norma, de uma ternura que queria só para mim.

 

Eleanor & Park, o romance que inspirou o Páginas Salteadas de maio, fazia parte da minha lista de desejos a concretizar em 2018 - as inspiradoras partilhas da (nossa) Helena Magalhães potenciaram a nossa escolha, não o neguemos. Editado pela Saída de Emergência, esta deliciosa história young adult, criada por Rainbow Rowell, narra a intensidade e a candura de um amor entre dois jovens desajustados, que se conhecem no autocarro da escola. Ele, coreano, embrenhado no seu mundo próprio, sem chamar demasiado à atenção. Ela, ruiva, vítima de bullying na escola e mergulhada no dramatismo da sua problemática família. Começam por partilhar invisibilidades, vazios, segredos, ausências de sons, respirações em plenos anos 80, com Joy Division e The Smiths a tocar em plano de fundo. No seu trajeto para o escrutínio dos colegas deixam-se enamorar pela esquisitice que os vela e abrir em flor o seu afeto sem peso ou medida.

 

paginas_salteadas_maio_eleanor_park_rainbow_rowell

Verdeiro, honesto, puro, cândido, Eleanor & Park faz-nos sorrir por dentro e engradecer em luz a cada novo capítulo. É leve, fluído e acolhedor, tal como a receita de scones de laranja com sardas de cacau, que agasalha em si mesma a frágil doçura do primeiro amor. Aquele que nunca se esquece e que navega, qual navio, na gaveta mais abrigada do nosso coração.

 

Scones de laranja, coco e pepitas de cacau cru
Ingredientes

2 chávenas de farinha de coco (Seara)
2 colheres de café de fermento em pó
2 colheres de sopa de açúcar de coco (Iswari)
raspas de uma laranja biológica
100 gramas de manteiga biológica derretida (Gutbio)
3 ovos batidos (Matinados)
1/2 chávena de bebida de coco e amêndoa (Alpro)
1 quadrado de chocolate negro com coco (Cem Porcento)
70 gramas de pepitas de cacau cru (Iswari)

 

Ao jeitinho do Ninho do Vento
Pré-aqueçam o forno a 180ºC. Numa taça adicionem a farinha de coco, o fermento, o açúcar de coco, o quadrado de chocolate negro com coco (previamante ralado) e as raspas de uma laranja. Num outro recipiente envolvam os ingredientes húmidos: os ovos, a bebida vegetal e a manteiga biológica derretida. De seguida fundam ambas as misturas e juntem as pepitas de cacau cru. Com a ajuda de duas colheres de sopa ou com a delicadeza das vossas mãos de fada moldem a forma dos vossos scones, dispondo o vosso delicioso barro num tabuleiro forrado com papel vegetal. Levem ao forno e vão controlando o tempo de cozedura. Rapidamente perceberão quando estiverem no ponto, uma vez que a massa engradece num abrir de fechar de olhos. Técnica do palito como manda a sabedoria popular... et voilà! Aconcheguem-se no sofá, deixem as vossas bolinhas de pêlo aninharem-se no vosso regaço, tragam para a mesa os novos doces Natura da Quinta dos Jugais, sem corantes, conservantes ou adição de açúcar, e, claro,100% naturais, preparem um refrescante sumo de laranjas orgânicas e assistam ao vosso filme de domingo.

 

Acompanhem as receitas das bloggers do projeto Páginas Salteadas:
Catarina Sousa, Joan of July
Vânia Duarte, Lolly Taste
Andreia Moita, Andreia Moita Blog